Diferença entre Inseminação Intrauterina x Fertilização in Vitro

Essa é uma dúvida muito comum entre os casais que procuram tratamento de reprodução assistida. De maneira simples, a diferença é que na inseminação é colocado o sêmen “potencializado” dentro do útero para que a fertilização ocorra naturalmente, e na fertilização in vitro é colocado no útero o embrião formado em laboratório.

Por esse motivo classificamos a inseminação intrauterina como procedimento de baixa complexidade, por ser mais simples, e a fertilização in vitro como de alta complexidade, pois necessita de tecnologia laboratorial avançada para a manipulação dos gametas (óvulo e espermatozoide) e cultivo embrionário adequado.

Quanto às taxas de sucesso dos dois tratamentos há diferenças importantes entre as duas técnicas. Considerando um casal jovem, sem fator de infertilidade grave, a inseminação permite uma taxa de cerca de 15-20% de gravidez, enquanto na fertilização in vitro pode chegar a 50-60%.

Há indicações médicas para cada um dos tratamentos, pois não são todos os casais que tem benefícios em realizar a inseminação intrauterina. Por exemplo, mulheres com as tubas ocluídas não conseguiriam ter a fertilização natural, portanto devem ser encaminhadas diretamente para a fertilização in vitro.

Por isso é necessário consultar o especialista em reprodução assistida para decidir, em conjunto com o casal, o melhor tratamento para cada caso.

Lívia Oliveira Munhoz

Dra. Lívia Munhoz Soares, médica especialista em reprodução assistida do grupo Huntington.

Congelamento de óvulos: uma estratégia segura?

518020494Atualmente com o crescimento das mulheres no mercado de trabalho, cada vez mais temos postergado a maternidade em prol da carreira profissional. Por este motivo, tem crescido significativamente o número de mulheres com anseio de engravidar próximo aos 40 anos, e é neste momento que, consequentemente, as dificuldades reprodutivas aparecem.

Isso acontece pois os óvulos são produzidos no início da vida da mulher, ainda no estágio fetal, e com o passar dos anos os óvulos vão sendo “gastos” sem uma nova produção. Assim, a partir dos 35 anos, podemos considerar que a mulher já utilizou mais da metade da sua reserva ovariana, restando menor quantidade e qualidade ovular para alcançar uma gestação. Essa queda se intensifica ainda mais a partir dos 40 anos.

Por esse motivo, as mulheres precisam ficar atentas ao tempo. Com a tecnologia atual é possível congelar os óvulos, tendo a liberdade para escolher o momento em que se sentem preparadas para engravidar. A técnica é segura, eficiente e garante no futuro o óvulo com a mesma qualidade da idade em que foi congelado.

Devemos lembrar que, embora a técnica de vitrificação apresente taxas de sobrevivência ao descongelamento de 95%, os óvulos são preservados, e não há garantia de gravidez futura, pois isso dependerá muito do número de óvulos criopreservados, da qualidade deles, e também de como se dará a fertilização destes óvulos no futuro com o espermatozoide.

Lívia Oliveira Munhoz

Dra. Lívia Munhoz Soares, médica especialista em reprodução assistida do grupo Huntington.

Palestra de Casais em Bragança Paulista – 24/08 às 19h30

Casais de Bragança Paulista e região saberão tudo sobre os  tratamentos de fertilidade, com as Dras. Dayana Couto e Flávia Torelli.

Dia 24 de agosto nossa equipe médica e embriologistas apresentarão uma palestra no Hotel Villa Santo Agostinho, para esclarecer todas as dúvidas de quem quer engravidar ou está com alguma dificuldade.

Não perca essa oportunidade! Será um prazer tê-los com a gente.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI.

Painel 646_Majon Solon

 

Palestra de Casais em Indaiatuba – 10/08 às 19h30

Casais de Indaiatuba e região saberão tudo sobre os  tratamentos de fertilidade, com as Dras. Dayana Couto e Flávia Torelli.

Dia 10 de agosto nossa equipe médica e embriologistas apresentarão uma palestra no Royal Palm Tower, para esclarecer todas as dúvidas de quem quer engravidar ou está com alguma dificuldade.

Não perca essa oportunidade! Será um prazer tê-los com a gente.

Painel 646_Majon Solon