Endometriose

endometrioseNessa semana, novamente se fala sobre a luta contra a endometriose, essa doença cada vez mais comum entre as mulheres. Então achei importante também falar um pouco sobre isso, até por já ter sofrido com ela, mas tentar falar de uma forma um pouco mais simples.

Para entender o que é a endometriose, é preciso entender o que é o endométrio e a menstruação, o endométrio é um tecido que cobre a parte interna do útero, ele cresce e se desenvolve durante o ciclo menstrual, e, caso não ocorra gravidez, ele se descama, ou seja, a menstruação desce. A endometriose acontece, quando esse tecido (o endométrio) extravasa para o abdomên, crescendo de forma irregular em outros locais, como ovários, trompas, intestino, peritôneo, saco de douglas, diafragma e no próprio útero, formando lesões (feridas, cistos, nódulos). A endometriose é classificada em leve, moderada ou severa, dependendo da abrangência das lesões.

Os sintomas mais comuns são sangramentos fora do período menstrual, cólicas fortes, dores e/ou sangramentos na relação sexual, dor e/ou sangramentos ao urinar, dores pélvicas, sangramento nas fezes. Quem tem endometriose pode apresentar um ou mais sintomas, mas também pode não ter sintoma algum, como no meu caso, pois muitas mulheres são assintomáticas e acabam só descobrindo a endometriose, quando investigam problemas de infertilidade ou fazem algum procedimento cirúrgico abdominal.

As causas da endometriose ainda são estudas, são vária teorias, e entre as possíveis causas estão a maior exposição a hormônios, causas genéticas, hereditárias, estresse, problemas imunológicos, disfunções hormonais.

Mas por que a endometriose pode causar infertilidade ou atrapalhar uma gravidez? Porque ela pode obstruir as trompas, comprometer os ovários, dificultar a implantação de um óvulo fecundado no útero, matar os espermatozoides (já que é um processo infeccioso e pode alterar o PH interno da mulher), causar alterações hormonais e imunológicas.

Para diagnosticar a endometriose podem ser os usados exames, como CA125, ultrassom, ressonância magnética, histeroscopia diagnóstica, biópsia e o principal deles a videolaparoscopia. Já o tratamento pode ser cirúrgico e/ou hormonal, suprimindo por um período à menstruação.

Se você tem qualquer um dos sintomas, algum indício, ou mesmo já tem um bom tempo de tentativas de gravidez sem sucesso, converse com seu médico sobre o assunto. No meu caso, só mesmo com a videolaparoscopia que foi possível descobrir e tratar a endometriose.

Ale-Nunes-150x1502

Alê Nunes, mãe e blogueira

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>