Congelamento de óvulos deve ser feito até os 35 anos: entenda como funciona

Matéria publicada no portal UOL Estilo, com participação da Dra. Thais Domingues, médica especialista em reprodução assistida do grupo Huntington.

Adiar a gravidez é uma realidade cada vez mais comum às mulheres. Nos últimos 16 anos, o Brasil viu crescer em 27% o número de gestantes com mais de 40 anos, segundo o IBGE. Muitas delas recorrem ao congelamento de óvulos.

Saiba mais sobre o assunto clicando aqui.

Thais Domingues

Dra. Thais Domingues, médica especialista em reprodução assistido da grupo Huntington.

Hoje completamos 22 anos!

Hoje completamos 22 anos #realizandosonhos, #construindofamilias #multiplicandoconhecimentos

São 22 anos de dedicação, estudos, sucesso e muito amor pelo que fazemos 
Agradecemos a todos que confiaram à Huntington a realização do sonho de construir uma família.

27.07_Aniversario Huntington

Congelamento de óvulos: ético e libertário

Confira a matéria veiculada no programa Saia Justa do canal GNT, com participação do Dr. Eduardo Motta, sócio-diretor do grupo Huntington.

Clique na imagem abaixo e assista.

Dr. Eduardo

Muitas mulheres chegam ao fim dos 40 anos sem ter tido filhos, por falta de oportunidade ou contexto afetivo. Mas o desejo está lá. Nestes casos, muitas decidem congelar os óvulos. O procedimento é uma segurança para se no futuro quiserem fazer uma inseminação.

Fertilidade: idade do pai pode comprometer as chances de engravidar do casal

Matéria publicada na Revista Crescer, edição de Julho, com participação do nosso especialista em reprodução assistida, Dr. Mauro Bibancos.

Um novo estudo da Universidade de Harvard comprovou que o envelhecimento também impacta na fertilidade masculina. Entenda:

As mulheres que desejam ser mães sabem bem o que é se sentir pressionada pelo relógio biológico. Depois dos 40, os riscos de anormalidades cromossômicas aumentam para os bebês, há mais risco da mãe sofrer com pré-eclâmpsia, hipertensão arterial e diabetes e as chances de engravidar caem drasticamente. Mas deixar os planos de ter filhos para mais tarde pode pesar também para os homens.

pai-mais-velho

Antes da gravidez pai também precisa ter cuidados Má alimentação está relacionada à infertilidade para homens e mulheres Um novo estudo da Universidade de Harvard, em Boston (EUA), comprovou o que os cientistas já desconfiavam: a idade também pode comprometer a fertilidade masculina, sim. Os resultados da pesquisa, que analisou 19 mil fertilizações in vitro (FIV) das tentativas de 7.753 casais ao longo de quatro anos, mostraram que mulheres abaixo dos 30 anos com parceiros na faixa dos 40 aos 42 anos tinham chances de conceber uma criança viva após a FIV de 46%, enquanto as chances com um parceiro na faixa dos 30 aos 35 sobe para 76%. Para mulheres de 40 a 42 anos, cujas taxas de fertilidade são as mais baixas, a idade do parceiro não teve impacto no sucesso da concepção e do nascimento. Já mulheres na faixa dos 30 aos 35 e dos 35 aos 40 apresentaram 54% de chances de ter um bebê quando seus parceiros tinham entre 30 e 35 e 70% de chances quando seus companheiros tinham menos de 30 anos.

A queda da fertilidade também implica em uma qualidade inferior dos espermatozoides, explica o especialista em reprodução humana Mauro Bibancos, mestre em andrologia pela Universidade de Padova (Itália). “Quando diminui a reprodução do homem, aumenta a capacidade do erro genético. Só que é muito difícil determinar limitação de idade no homem, porque muitas vezes depende de fatores externos não de gatilhos genéticos como a menopausa, que demarca a idade fértil das mulheres”, explica.

Para Bibancos, a idade pode impactar a qualidade e a produção dos gametas masculinos principalmente por fatores hormonais. “A produção do espermatozoide é feita de acordo com os hormônios. Com o passar dos anos pode haver ter um declínio hormonal, o que faz com que os testículos trabalhem menos para a produção seminal”, completa. Outros fatores como estresse, consumo excessivo de álcool, tabagismo, sedentarismo e excesso de peso também podem atrapalhar a produção de espermatozoides.

Mauro Bibancos

Dr. Mauro Bibancos, médico especialista em reprodução assistida do Grupo Huntington.