Espermograma: o mais importante exame masculino

espermograma_facebook_alta

O espermograma ou análise do sêmen é, até hoje, o mais importante exame para investigar  a capacidade reprodutiva dos homens, pois avalia de uma só vez a quantidade e, de certa forma, a qualidade do espermatozoide para fertilizar um óvulo.

Sua execução é muito simples e a Organização Mundial da Saúde (OMS) atualizou alguns critérios no ano de 2010 para uma correta análise. A coleta do sêmen é realizada por masturbação e recomenda-se que o homem fique de 03 a 05 dias em abstinência sexual, embora diversos estudos já tenham demonstrado que a variação na concentração dos espermatozoides ou de sua motilidade e/ou forma varie pouco, se este período não for adequadamente seguido.

O sêmen passará por dois tipos de análise: uma a “olho nu” (macroscópica) e a outra feita por meio de microscópios (microscópica). Os dados encontrados podem, inclusive, ajudar a diagnosticar as possíveis causas da infertilidade masculina e trabalhar como complemento em determinar a infertilidade do casal. Os parâmetros utilizados pelo Grupo Huntington são os mesmos recomendados pela OMS.

Saiba mais em: http://www.huntington.com.br/infertilidade/infertilidade-masculina/espermograma/

E se o problema de fertilidade é dele?

2507054-3277-recHoje resolvi falar um pouco sobre “o tentante”, pois muitas vezes a dificuldade para engravidar pode ser por um problema no homem. A primeira dificuldade que na minha opinião acontece na maioria dos casos, é convencer o homem a fazer um espermograma e procurar um médico. É até um pouco cultural o fato do homem relacionar a fertilidade com a sua virilidade e não gostar nada da ideia de haver algum problema com ele.

Muitos casais perdem vários meses e até anos de tentativas porque o homem não se submete a uma avaliação, ou mesmo resiste a procurar tratamento quando existe alguma alteração.

O que é preciso esclarecer é que fertilidade não tem nada haver com a masculinidade e que, diferente das mulheres, a maioria dos problemas no homem não tem sintomas aparente. A fertilidade do homem pode ser afetada por diversos fatores, como hábitos de vida, infecções, medicações, entre outros. Por isso, mesmo que ele já tenha tido filhos isso não quer dizer que está tudo bem com ele.

Tão importante quanto a mulher fazer os exames pré-gestacionais, quando o casal decide engravidar, também é importante que o homem faça um espermograma. Sim, eu sei, que o exame não é agradável e eles se constragem, ficam nervosos, mas se fizermos uma comparação com os exames que nós mulheres temos que fazer: vários exames de sangue, ultrassom transvaginal, papanicolau e a “bendita” histerossalpingografia, nossa meninas, um espermograma não é nada, e afinal quem é o sexo frágil?  :)

Então vamcasal-9334os incentivar e conversar com eles sobre o assunto, pois a fertilidade é do casal, não só da mulher ou só do homem. Quando há algum problema, é preciso não buscar culpados, “a culpa é minha” ou “a culpa é sua” quando falamos de fertilidade, e sim, “temos uma dificuldade e vamos resolver juntos”. O desejo e a luta para ter um filho é do casal e é preciso que os dois estejam dispostos a fazer sua parte e se apoiarem, não é o “eu” ou “você” e sim o “nós”.

 

 Ale-Nunes-150x150.jpg

 

Alê Nunes, mãe e blogueira